Estética

 

HISTÓRIA ESSENCIAL DA ESTÉTICA

visão da universalidade dos princípios da arte –

Prof. Luiz Alberto de Genaro

 

1. CONCEITO e JUSTIFICATIVA:

A idéia central do curso é propor uma discussão sobre a participação específica e essencial que cada período da História da Estética ofereceu para contribuir à formação de um corpo de princípios universais da arte. Portanto, pretende-se transcender a importante, porém, circunstancial, tarefa de contextualização das manifestações artísticas face às reflexões teóricas de momento, em busca do conjunto de princípios que unificam e qualificam tanto a reflexão quanto a produção artística através dos tempos.

 

Dentro dessa perspectiva, há de se estabelecer uma hierarquia que se subdivide em três dimensões: a) a dimensão das generalidades: que implica a visão cronológica dos problemas estéticos; b) a dimensão das especificidades: que implica a visão lógica dos problemas estéticos, e; c) a dimensão da universalidade: que implica a visão integradora, convergente e valorativa dos problemas estéticos.

 

Afinal, é preciso desfazer-se, por um lado, a confusão entre o plano das generalizações e o plano da universalidade, confusão que embaralha e reduz esta àquela, e, por outro lado, é preciso, no mínimo, atenuar e relativizar a afirmação atualmente em voga e maciçamente predominante do discurso histórico dos fatos sobre o discurso poético das possibilidades.

 

2. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

TEMA 01

Pitágoras e as Leis Eternas: objetiva-se oferecer uma visão sintética da simbólica dos números que compõem a Tetracktys pitagórica como proposição de categorias constitutivas do fenômeno estético, em suas dimensões ontológica e lógica.

 

TEMA 02

Platão e a condenação da Arte: pretende-se rever a polêmica e, na maioria das vezes, muito mal compreendida concepção platônica da arte à luz da problemática da Imagem Arquetípica do Real e dos diversos níveis hierárquicos que caracterizam sua estrutura, a fim de repropor com pertinência a pergunta: Iconoclastia ou Iconolatria platônica?

 

TEMA 03

Aristóteles e a valorização da Arte: almeja-se propiciar o entendimento da famosa consideração do papel da arte como poiésis na formação ética do homem grego, porém, à luz do trecho principal da Poética, que destaca a superioridade do discurso poético sobre o discurso historiográfico, ou seja, a superioridade do possível sobre o factual.

 

TEMA 04

Plotino e os três níveis da Imagem: deseja-se apresentar a problemática da Imagem sob a tríade Imagem Corpórea – Imagem Racional – Imagem Mental, no mais autêntico e fiel modelo neoplatônico, como busca da identidade entre o Belo e o Bem, pois, em seu tratado Sobre o Belo, Plotino não deixa dúvidas sobre o conceito de kalokagathia, princípio que norteou tanto a produção quanto a reflexão artística da Grécia Antiga.

 

 

TEMA 05

Sto. Tomás de Aquino e a consagração da Arte: discussão dos princípios da claritas – proportio – integritas como ideais formativos do ethos e da aisthesis cristã medieval, isto é, como verdadeiros agentes promotores da dignificação da Natureza e da dignificação da Matéria, que impulsionam a ulterior, e renascentista, dignificação do Artista.

 

TEMA 06

Alberti e a teorização da pintura segundo o modelo da Perspectiva: considerações sobre a teoria da perspectiva que distinguiu a arte pictórica do quattrocento italiano, como possibilidade para analogias estruturais que conciliam o problema representacional à matriz óptico-geométrica, bem como convergem o problema da visão às duas dimensões principais da realidade, a saber, a realidade concreta e a Realidade Universal.

 

TEMA 07

Kant e a proclamação da autonomia da Arte: para compreender a ruptura nos ideais da tradição filosófico-artística que propunha o princípio da kalokagathia, tanto quanto a independência da experiência estética em relação à moral e ao conhecimento intelectual que, a partir de então, permitiu que se definisse tal experiência estética como aconceptual, de contemplação desinteressada e autotélica; ou seja, pretende-se examinar a ruptura filosófica kantiana como germe das rupturas que marcaram algumas posturas artísticas exacerbadamente subjetivistas e “geniais”, das vanguardas do séc. XX.

 

TEMA 08

Abade Charles Batteux e a convergência das Belas Artes a um mesmo princípio: objetiva-se retomar a discussão proposta pelo autor, contemporâneo francês do alemão Kant, concernente ao papel central e unificador do conceito de imitação para as Belas Artes, como princípio regente que fecunda a natureza da arte, a natureza do gosto e a natureza do gênio artístico.

 

TEMA 09

Hegel e a primeira sentença de morte da Arte: propõe-se situar o problema da morte da Arte para Hegel entre duas vertentes, sendo a primeira, aquela que reconhece como objetivo último e essencial da Arte a captação da Imagem Divina e Absoluta, e a segunda, diretamente ligada à primeira e dela decorrente, que reconhece o inexorável destino mortal de toda arte, seja pelo lado de se transformar em busca religiosa pela verdade, seja pelo lado bem menos edificante, logo, mais fatal, de estar fadada a absorver e deixar-se reduzir ao prosaísmo do mundo.

 

TEMA 10

Balanço e perspectiva do estado da Arte e da Estética: exposição de algumas diretrizes recentes que rediscutem o caráter desumanizante e abstratizante da Arte, que culmina com a perda da aura da obra de arte e a destruição da Estética. Portanto, por onde prosseguir, depois de mortas e sepultadas, a Arte e a Estética?

 

3. METODOLOGIA:

As aulas serão de caráter expositivo, demonstrativo e prático. Expositivo no sentido da discussão e do debate conceitual, necessariamente fundamentado. Demonstrativo no sentido das questões serem apresentadas visual e experimentalmente, mediante rico e extenso material imagético. E, prático, no sentido de que a todo princípio universal deve corresponder um exemplo colhido à vida concreta.

 

5. INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

1. Aulas de 3 horas de duração

2. Sábados (manhã): das 9:30 às 12:30 ou

Quintas (tarde): das 15:00 às 18:00 ou Quintas (noite): das 19:00 às 22:00

3. Total de 48 aulas = 144 horas

4. Duração:1 ano

5. Endereço: Rua Tavares Bastos, 235 - Perdizes

6. Inscrições: enviar e-mail para atelierladegenaro@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Home » Cursos » Estética